Riquinho prepara Festival de Apoio à África com Beyonce, Jay-Z, Akon, 50 Cent e outras estrelas mundiais, em Angola



Pouco menos de três meses desde que Riquinho anunciou o regresso da Casa Blanca à ribalta, após longos anos de interregno, o famoso empresário Henrique Manuel Riquinho fez saber, em entrevista exclusiva ao PLATINALINE, que está a preparar o maior espectáculo de música que o continente berço já viu.
De acordo com o empresário, o evento foi projectado para acontecer em 2020, entre Nova Iorque e Houston (Estados Unidos da América), com os músicos americanos mais emblemáticos que já pisaram no solo angolano.
“Nós, Casa Blanca somos uma das maiores empresas de shows de África e com mais ligações nos Estados Unidos da América. Trouxemos mais de 50 músicos americanos para Angola. Decidimos e propusemos trazer o cenário todo cá em África, precisamente em Angola”, começou por contar.
Apesar de estar a cargo da produção do mega evento, Riquinho fez saber que a organização e o financiamento vem de empresas multinacionais americanas, como é o caso da promotora e produtora de Jay-z Live Nation, e contará com a Co-produção de Dr. Dre.
Riquinho disse ainda que África do Sul, Nigéria e Dubai foram inicialmente os pontos citados para decorrer o evento, mas pelo facto de o projecto ser de sua autoria, a sua voz falou mais alto. “Eu bati o pé que tinha que ser em Angola e vai acontecer”, determinou.
A decisão para que o evento fosse garantidamente ocorrido em Angola, segundo Riquinho, foi oficializada esta semana, depois do norte-americano Rick Ross ter causado “tumulto” em Angola, no Baía Fest, organizado pela Clé Entertainment.
O espectáculo, que promete ser o maior de África, será transmitido via satélite para o mundo e estima-se a presença de um milhão de expectadores em representação de toda a África.
Riquinho garantiu que Angola e a Casa Blanca em particular não terão gastos financeiros devido ao financiamento internacional orçado em dez milhões de Dólares e que os ganhos do mesmo serão revertidos para os países mais pobres do continente.
Para além dos nomes em epígrafe, o empresário sublinhou que Basta, Fat Joe, Ja Rule, Dj Khaled, Alexandre Pires, Bonga e outros artistas renomados juntar-se-ão à festa.
Créditos: Platina Line

Deixe uma resposta