OFICIAL: Barça empresta Coutinho ao Aston Villa

0
10
A equipe do Barcelona conseguiu finalmente achar um destino para o brasileiro, que pouco contava para Xavi e cuja saída era necessária para liberar massa salarial do time ‘culé’ para enfrentar novas incorporações. O Aston Villa assume os serviços do jogador até o próximo mês de junho.
Barcelona e Aston Villa chegaram a um acordo nesta sexta-feira para o empréstimo de Philippe Coutinho. Assim termina o pesadelo para ambas as partes em que se transformou a jornada do brasileiro no time do Barça. Em princípio, o astro fica emprestado por seis meses, mas não se pode excluir que sua saída será definitiva na conclusão do empréstimo. Sua nova equipe pagará uma grande parte do salário do jogador e isso é uma grande conquista para Mateu Alemany, que agora terá mais margem para registrar Ferran Torres.

Coutinho vê nesta contratação um atalho para se reconectar com o seu melhor futebol. A Inglaterra tirou dele o melhor como jogador de futebol e o ex-jogador do Barça optou pelo Campeonato Inglês para se reanimar, sempre com os olhos postos na próxima Copa do Mundo, no Catar.

A estrela chegou ao Barcelona em 2018, também no mercado de inverno e em substituição a Neymar, depois de Barça e Liverpool não terem chegado a acordo nos últimos dias do mercado de transferências do verão de 2017.

O jogador, que já tinha experiência na Espanha por empréstimo ao Espanyol, brilhou na primeira metade da temporada que acabou se tornando seu melhor jogador do Barça. Ele jogou 22 partidas, marcou nove gols e deu sete assistências e brilhou com sua própria luz em jogos como a final da Copa do Rei contra o Sevilla no Wanda Metropolitano.

Seu segundo ano foi muito mais decepcionante e também culminou na catástrofe de Anfield e na final da Copa perdida para o Valencia em Sevilha. Depois disso, o Barcelona mandou o jogador ao Bayern de Munique por um ano, já com o objetivo de que o novo destino do brasileiro fosse permanente, mas os alemães não executaram a alta opção de compra acertada em sua época e acabou voltando para o Barcelona.

Ele também esteve na goleada por 8 a 2 em Lisboa, partida em que o jogador carioca, ainda propriedade do Barça, fez um doblete contra os ex-companheiros para completar o pior dia da história da equipe ‘culé’.

Coutinho jogando pelo Bayern de Munique

Ele ameaçou ressuscitar no início da temporada passada com Koeman, mas, como toda a sua jornada em Barcelona, ​​ele permaneceu nisso, em um querer não é poder. Também nesta temporada ele não conseguiu nem minimamente se aproximar do nível que mostrou em Anfield, apesar do fato de que Koeman e Xavi lhe deram alguma oportunidade.

O Barça de Laporta decidiu romper com esta ligação com os últimos projetos de Josep Maria Bartomeu e Philippe Coutinho também concordou em integrar uma equipe mais pequena, embora igualmente histórica, onde terão continuidade e mais opções para brilhar.

Isso reforça uma equipe que começou bem a temporada, mas que exibiu uma grande irregularidade nos momentos finais da temporada. A chegada de Steven Gerrard ao banco, um bálsamo a princípio, não acabou de convencer e a equipe do Birmingham está no meio da tabela, muito longe das posições que dão acesso às competições europeias.

Coutinho regressa à Premier League, onde disputou 152 jogos, marcou 41 gols e deu 36 assistências, embora, além dos números, tenha sido o protagonista do seu futebol impressionante. Deixou para trás um campeonato espanhol no qual pôde disputar 92 partidas, nas quais marcou 21 gols e deu dez assistências. Mas, acima de tudo, deixa para trás uma LaLiga em que todos pensavam que ele podia ser uma das referências e com o gosto amargo do que podia ser e não foi.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here