Míssil intercontinental norte-coreano caiu na Zona Exclusiva do Japão


Views: 1

A Coreia do Norte disparou, esta sexta-feira, um míssil balístico intercontinental, que caiu no mar, em águas da Zona Económica Exclusiva (ZEE) do Japão, anunciou o Ministério da Defesa nipónico.

Num comunicado, o ministério disse que Pyongyang “lançou um míssil balístico do tipo ICBM”, a sigla em inglês para Míssil Balístico Intercontinental. O disparo foi efectuado “de uma posição perto da costa Oeste da península coreana aproximadamente às 10:14” (3.14 em Moçambique).

Citado pela imprensa internacional, o Primeiro-Ministro japonês, Fumio Kishida, descreveu o lançamento como “absolutamente inaceitável”, confirmando que o míssil caiu em águas dentro da ZEE do Japão, perto da ilha de Hokkaido (Norte), sem aparentemente ter causado quaisquer danos a navios ou aviões.

A guarda costeira japonesa pediu aos navios que estivessem a cruzar a área para não se aproximarem de qualquer destroço que possa estar a flutuar no mar.

“A Coreia do Norte tem disparado repetidamente mísseis este ano com uma frequência sem precedentes e está a aumentar significativamente as tensões na península coreana”, disse o ministro da Defesa japonês, Yasukazu Hamada, aos jornalistas.

Também o Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul disse num comunicado que o lançamento provavelmente envolveu um míssil balístico intercontinental.

O gabinete presidencial da Coreia do Sul disse que convocou uma reunião de segurança de emergência para discutir o lançamento norte-coreano.

Se confirmado, seria o primeiro lançamento de um míssil ICBM por parte da Coreia do Norte num período de duas semanas.

Especialistas independentes disseram que um ICBM, ainda em desenvolvimento, lançado por Pyongyang em 3 de Novembro, não conseguiu realizar o voo pretendido.

A Coreia do Norte tem dois tipos de ICBM, o Hwasong-14 e o Hwasong-15, e os testes de lançamento feitos em 2017 provaram que poderiam alcançar partes do território dos Estados Unidos.

Já na quinta-feira, o regime de Kim Jong-un tinha disparado um míssil balístico em direcção ao mar do Japão.

Os lançamentos coincidem com a visita do Primeiro-Ministro de Espanha, Pedro Sánchez, à vizinha Coreia do Sul e ocorrem depois de o regime de Pyongyang ter disparado cerca de trinta mísseis, no início de Novembro, em resposta a exercícios aéreos conjuntos de Seul e Washington.

Leia mais…

One comment

Deixe uma resposta