Lula elimina termo “índio” por ser discriminatório


Views: 93

O Governo do novo Presidente brasileiro, Lula da Silva, alterou o nome do órgão responsável pelas políticas para os povos indígenas para excluir o termo “índio” do seu nome, por o considerar discriminatório e colonizador.

A Fundação Nacional do Índio (FUNAI), criada em 1967 e que tem sido a principal fomentadora e executora de políticas para os povos indígenas no Brasil, passou a chamar-se Fundação Nacional dos Povos Indígenas, por decreto publicado por Lula da Silva no Diário Oficial da União, na segunda-feira.

“Índio é uma palavra adoptada pelos colonizadores para nos definir, mas já há alguns anos usamos o termo indígena, que significa ‘original’, aquele que estava aqui antes dos outros”, disse à agência noticiosa espanhola Efe, a líder indígena Sónia Guajajara, no domingo, dia em que assumiu a chefia do recém-criado Ministério dos Povos Indígenas.

A mudança responde à decisão de Lula de promover uma nova política para os indígenas que os tenha como protagonistas, e também à política de promover uma linguagem inclusiva, não só de géneros, mas também de raças.

Leia mais…

Facebook Notice for EU!
You need to login to view and post FB Comments!

Deixe uma resposta