Jovens engenheiros satisfeitos por trabalhar na produção do GNL


Views: 1

DOIS jovens engenheiros moçambicanos manifestaram hoje a sua satisfação por estarem a testemunhar a instalação da indústria de produção do Gás Natural Liquefeito (GNL) no país, o que ocorre pela primeira vez em Moçambique.

Os engenheiros falavam a partir de Afungi, na Bacia do Rovuma, onde trabalham na extracção e liquefacção do gás natural, como na garantia do cumprimento dos regulamentos ambientais, saúde e segurança no trabalho.

Elisabete Cambaco, engenheira ambiental na Coral Sul, natural de Pemba, província de Cabo Delgado, revelou ser com enorme satisfação que testemunha um dos grandes marcos que o país alcançou no sector de energia, que é o primeiro carregamento de Gás Natural Liquefeito (GNL).

“O Projecto FNLG é uma realidade e nós podemos testemunhar isso, estamos a ser treinados e formados para as disciplinas certas e no futuro podemos formar as futuras gerações e alcançar grandes posições”, sublinhou.

A engenheira ambiental garante a protecção e conservação do meio ambiente para que a FNLG cumpra com os regulamentos nacionais e internacionais para a protecção do meio ambiente.

Entretanto, Manuel Chiguelo, 26 anos e natural de Chimoio, formado em engenharia química pela Universidade Eduardo Mondlane, começou a trabalhar como engenheiro de ambiente, saúde e segurança, tenho sido capacitado também na Tunísia e na Coreia.

Leia mais…

One comment

Deixe uma resposta