Centro-Oeste encerra 2022 com o etanol mais barato do País

Levantamento feito pelo IPTL mostrou que o combustível foi encontrado a R$ 3,98 nos postos da região. | Foto: iStock

Segundo dados do fechamento de dezembro do Índice de Preços Ticket Log (IPTL), o Centro-Oeste registrou o menor preço médio para o etanol, mesmo com aumento de 0,84% em comparação ao mês anterior. O combustível foi encontrado a R$ 3,98 nos postos da região. Já a gasolina fechou com média de R$ 5,21, valor 1,86% mais barato que em novembro. O litro do diesel comum, por sua vez, foi encontrado a R$ 6,70, com recuo de 3,08%, enquanto o tipo S-10 teve valor médio de R$ 6,86, com redução de 2,74%.

“Entre os Estados, Goiás apresentou o menor preço para todos os combustíveis, já o Distrito Federal apresentou a maior média para o etanol, comercializado a R$ 4,17, e o Mato Grosso, por sua vez, apresentou os maiores preços da região para a gasolina e os dois tipos de diesel. De acordo com o IPTL, a gasolina foi registrada como a opção mais econômica para os motoristas do Distrito Federal, Goiás e Mato Grosso do Sul. Já para o Mato Grosso, o etanol foi considerado o mais vantajoso”, analisa Douglas Pina, Diretor-Geral de Mobilidade.

Ainda, vale observar que o etanol, por ser um combustível produzido a partir da cana-de-açúcar ou milho, é capaz de reduzir consideravelmente as emissões de gases responsáveis pelas mudanças climáticas. Por esse motivo, torna-se também o combustível ecologicamente mais viável para abastecimento”, completou o especialista.

Continua após a publicidade

O IPTL é um índice de preços de combustíveis levantado com base nos abastecimentos realizados nos 21 mil postos credenciados da Ticket Log, que tem grande confiabilidade, por causa da quantidade de veículos administrados pela marca: 1 milhão ao todo, com uma média de oito transações por segundo.

Produção de etanol de cana-de-açúcar cresce em Goiás 

A produção goiana de etanol de cana-de-açúcar deve atingir 4,9 bilhões de litros na Safra 2022/2023, volume que representa um crescimento de 6,4% em relação à Safra 2021/2022. A estimativa foi divulgada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) no 3ª Levantamento da Safra Brasileira de Cana-de-Açúcar. O relatório de acompanhamento do setor sucroalcooleiro trouxe ainda a perspectiva de aumento da produção estadual de açúcar em 2,6%, chegando a 2,2 milhões de toneladas.

De acordo com a Conab, o Estado deve registrar um pequeno recuo na área plantada de cana, compensado, porém, pelo aumento da produtividade das lavouras. No ciclo anterior, o produtor goiano colheu 70,5 milhões de toneladas. No ciclo atual a produção deve chegar a 71,1 milhões de toneladas. Ainda segundo a Conab, o resultado, uma vez confirmado, coloca Goiás na segunda posição do ranking nacional de maiores produtores estaduais de cana-de-açúcar.

“A produtividade média das lavouras de cana-de-açúcar deve ficar em 74,6 toneladas por hectare, o que é um resultado positivo. Enfrentamos secas e geadas nas regiões Sul e Sudoeste no ano passado e as lavouras estão se recuperando”, pondera o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tiago Mendonça. “O setor sucroalcooleiro tem um peso relevante na economia goiana, então esse desempenho positivo ajuda a puxar outros indicadores importantes, como a criação de empregos no campo e atração de divisas”, destaca.

Em Goiás, a produção de etanol anidro de cana deve crescer 26,3% na Safra 2022/2023 e chegar a 1,2 bilhão de litros. Já a produção de etanol hidratado tem perspectiva de aumento de 0,9%, em relação à safra anterior, alcançando 3,6 bilhões de litros. Por fim, para a produção de etanol de milho a projeção é de estabilidade, mantendo a marca de 378,4 milhões de litros.

Agradecemos a todos que vistam nosso site e compartilham os links além disso , pedimos que curta a nossa página.

Acompanhe as novidades de música no site diariamente, faremos o máximo para trazer as músicas do momento só pra você.
Download
mp3
for free
house
amapiano
download mp3
Fofoca
novidades
entretenimento

One comment

Deixe uma resposta