Amaro anuncia o fim da sua carreira “ O corpo quer, mas a mente não”

Por: Helder Lourenço

O ex-internacional angolano Amândio Felipe da Costa, ou simplesmente “Amaro”, como é conhecido nas lides desportivas, aos 37 anos anunciou o fim da sua carreira como futebolista nesta quarta-feira(16) de Novembro, em entrevista EXCLUSIVA ao PLATINALINE.

O ex-craque, notabilizou-se  ao serviço do 1° de Agosto, e durante a entrevista, Amaro explicou que os motivos que o levaram a encerrar a carreira  como jogador deveu-se ao factor idade, e o desejo de dedicar o resto do seu tempo à família e a outras pessoas mais próximas que nunca teve tempo de estar com elas por conta do seu trabalho como jogador.

“Tomei a decisão de encerrar já a carreira, também quero estar mais tempo junto à família, tenho filhos que já estão a estudar e quero acompanhar o estudo, o crescimento e o desenvolvimento deles. Também quero estar mais tempo com a minha esposa, meus irmãos, minha mãe e das pessoas que não tive tempo de estar com elas quando jogava, porque eram apenas viagens,  estágio e  jogos”, explicou.

Amaro fez menção da  passagem Bíblica do livro de Eclesiastes 3:1, e revelou que chegou o seu tempo de “pendurar”as botas, e os momentos que viveu nos clubes em que passou foram momentos de glórias, e não se arrepende por ter terminado a carreira para dar oportunidade aos atletas mais jovens.

“Tudo tem o seu tempo, e chegou esse tempo de Amaro pendurar as botas. Graças a Deus tive boa relação pelos clubes que passei e passei bem. Foram momentos de glória, não tive nenhuma queixa nos clubes que representei, seja com colegas, presidentes ou dirigentes(…). Pendurei as chuteiras e não me arrependo, às vezes é a idade que estamos a carregar, o corpo quer, mas a mente não, e vamos deixar as oportunidades para os mais jovens”, disse.

Nascido aos 12 de Novembro de 1985, Amaro foi formado no Benfica de Luanda, e conta com 41 internacionalizações, 3 golos pelos Palancas Negras, teve passagens pelo 1° de Agosto, Kabuscorp do Palanca  e Bravos de Maquis, e abre-se um novo capítulo na vida do ex-atleta como treinador de futebol nos escalões mais jovens.

2 comments

Deixe uma resposta