África pode triplicar a sua capacidade de exportação de GNL até 2040


Views: 2

África tem potencial para triplicar a sua capacidade de exportação de Gás Natural Liquefeito (GNL) até 2040, segundo uma análise da empresa de pesquisa de mercado global de energia Rystad Energy, divulgada ontem pelo portal Energy, Capital & Power.

A análise, que explora os desafios e oportunidades de produção e exportação africana no mercado de GNL, considera que o continente pode aumentar a capacidade de liquefação das 77 milhões de toneladas por ano (mtpa) em 2021 para 146 mtpa em 2030 e 234 mtpa em 2040, “se as empresas de energia puderem abordar questões de financiamento e segurança específicas de cada país e colocar projectos ‘online’ em tempo útil”.

Na análise, da autoria do jornalista sul-africano Nicholas Nhede, e a que Lusa teve acesso, afirma-se que, com a produção em declínio em África, “o continente precisará de aumentar as actividades de exploração e dependerá de projectos em desenvolvimento e naqueles que ainda não foram confirmados para aumentar a produção até 2040”.

“Ao enfrentar esses desafios, África está bem posicionada para se tornar líder mundial na exportação de GNL”, defende-se no estudo.

A análise refere que Moçambique, Nigéria e Mauritânia “têm potencial para aumentar fortemente a capacidade de liquefação”.

Leia mais…

Facebook Notice for EU!
You need to login to view and post FB Comments!

2 comments

Deixe uma resposta