29 pessoas morrem em operação para prender filho de ‘El Chapo’

Onda de caos se instaurou no México.

Pelo menos 29 pessoas, incluindo 10 soldados, morreram em uma operação para prender o filho do narcotraficante mexicano Joaquín “El Chapo” Guzmán, informou o governo do México após um tiroteio com membros do cartel. Ovidio Guzman, apelidado de “El Raton”, ou “O Rato”, foi preso no início da quinta-feira no estado de Sinaloa, no norte, e levado para a Cidade do México em um avião militar.

“Dez militares… infelizmente perderam a vida no cumprimento do dever”, disse o secretário de Defesa, Luis Cresencio Sandoval, a repórteres na sexta-feira, acrescentando que 19 “infratores” também foram mortos na operação. Outros 35 soldados foram feridos à bala. Membros do Cartel de Sinaloa e seus associados ficaram furiosos após a prisão de Ovidio Guzman, combatendo as forças de segurança, incendiando veículos e bloqueando estradas no estado costeiro do Pacífico.

Armas e balas são vistas em frente à prisão estadual de Cereso 3 protegida pelas forças de segurança depois que agressores entraram na prisão e libertaram vários presos no México em 1º de janeiro de 2023 — Foto: REUTERS /José Luis Gonzalez

A violência se concentrou em torno de Culiacan, capital de Sinaloa, sede do poderoso cartel de drogas, que “El Chapo” chefiava antes de sua captura em 2016 e extradição para os Estados Unidos em 2017. Outras 21 pessoas foram presas durante as operações de quinta-feira, disse Sandoval durante uma coletiva de imprensa, acrescentando que não houve relatos de mortes de civis.

A prisão de Ovidio Guzman ocorreu após seis meses de trabalho de inteligência para localizá-lo, disse o governo, e agora ele está detido em uma prisão federal de segurança máxima. Sandoval disse que um avião de passageiros que estava prestes a decolar do aeroporto de Culiacan e duas aeronaves da força aérea foram atingidos quando membros do Cartel de Sinaloa lançaram a ofensiva para resgatar Ovidio Guzman. Os aviões da força aérea “tiveram que fazer um pouso de emergência” após receber “um número significativo de impactos”, disse Sandoval. Ninguém ficou ferido.

Uma presença reforçada de segurança agora permanecerá em Sinaloa, na costa do Pacífico do México, para proteger a população, com mais 1.000 militares viajando para a região hoje, acrescentou o ministro. Reportando da Cidade do México, John Holman, da Al Jazeera, disse que a situação em Culiacan parecia ter se acalmado na sexta-feira, com os veículos circulando nas ruas novamente.

Questionado se a prisão do jovem Guzman controlaria o trabalho dos cartéis de drogas, Holman disse que prisões anteriores de líderes mostraram que “a estratégia de nocautear chefões e esperar que isso signifique que toda a estrutura desmorona simplesmente não funciona”. “O que aconteceu em várias ocasiões diferentes é que isso continua ou as organizações se dividem em grupos diferentes”, disse Holman.

“El Chapo”, que significa “Baixinho”, está cumprindo prisão perpétua nos EUA por traficar centenas de toneladas de drogas para o país ao longo de 25 anos. No entanto, seu cartel continua sendo um dos mais poderosos do México, acusado por Washington de explorar uma epidemia de opioides ao inundar comunidades com fentanil, uma droga sintética cerca de 50 vezes mais potente que a heroína.

🎥 Filho de El Chapo, Ovidio Guzmán é preso após operação com tiroteio e susto em avião no México 👇 pic.twitter.com/o0Fbqcmwzj

— UOL Notícias (@UOLNoticias) January 6, 2023

🚨#BREAKING Sinaloa cartel has threatened civil war giving officials 72 hours to hand over Guzmán until chaos ensues. The aftermath of the battle in Mexico where multiple businesses and vehicles burnt in Culiacán. Over 29 dead, 35 wounded and 8 civilians injured overnight… pic.twitter.com/trj8St7uvy

— Joshua Rodriguez (@Joshuajered) January 7, 2023

O México vive uma onda de violência após a prisão de um traficante filho de “El Chapo”. Os passageiros de um avião foram surpreendidos com tiros em um aeroporto #LiveCNNBrasil pic.twitter.com/tMIEOItYir

— CNN Brasil (@CNNBrasil) January 6, 2023

2 comments

Deixe uma resposta